Associação Sócio-Terapêutica de Almeida, IPSS

  • 3.JPG
  • 7.jpg
  • H.JPG
  • RevistaASTA_2016-Capa.jpg

“Linhas Orientadoras Da ASTA”

Visão:

Promover um espaço sustentável dentro de uma ambiência rural e sócio-terapeutica, onde as pessoas com deficiência mental possam encontrar o SEU caminho numa perspectiva bio-psico-social e espiritual.

Missão:

Dar apoio e integrar pessoas com deficiência mental ou multideficiência, num contexto terapêutico de cariz comunitário e familiar, promotor de um desenvolvimento holístico e dignificador.

Políticas da Instituição:

Política de parcerias

A organização define, implementa e controla o seu compromisso relativo à cooperação com outras entidades, publicas ou privadas, para explorar sinergias de modo a melhorar a sustentabilidade organizacional. As parcerias devem, por isso, ser voluntárias, permitirem vantagens recíprocas e envolver as dimensões económica, humana e ambiental.

Política de responsabilidade social:

A organização define, implemente e controla o seu compromisso relativo ao desenvolvimento da comunidade onde opera. Este compromisso abrange os domínios ambiental, económico, social e cultural e não visa obter benefícios diretos.

Política da ética:

A organização define, implementa e controla o seu compromisso relativo a valores morais fundamentais, orientados para a prevenção de riscos desnecessários e organização das práticas que respeitem os valores da instituição, bem como, a prevenção de abuso físico, mental e financeiro.

Política da participação:

A organização define, implementa e controla o seu compromisso relativo à participação e inclusão dos seus clientes e à participação de outras entidades interessadas na melhoria dos processos da qualidade em todos os níveis da organização.

Política da qualidade:

A organização define, implementa e controla o seu compromisso com a satisfação das necessidades e expectativas legítimas dos clientes e de outras entidades interessadas. Para garantir a execução da política da qualidade, a organização deve controlar a conformidade e a melhoria contínua dos processos. A gestão da qualidade deve melhorar a sustentabilidade da organização.

Política dos recursos humanos:

A organização define, implementa e controla o seu compromisso relativo ao recrutamento, seleção, formação e avaliação dos trabalhadores de modo a promover melhoria da sua qualificação e do seu desempenho e a garantir igualdade de oportunidades de formação, desempenho, promoção e remuneração.

Política de recrutamento e seleção: Os processos de recrutamento e seleção devem 1) permitir a procura e a escolha de colaboradores que promovam a valorização do capital humano 2) permitir a melhoria da qualidade dos processos e da sustentabilidade da organização, 3) promover a igualdade de oportunidades entre os candidatos e escolher apenas com base em critérios meritocráticos e económicos, dispensando outros critérios discriminatórios e 4) estimular a integração de pessoas afetadas por incapacidades não comprometedoras do exercício da função. O critério de recrutamento é o seguinte: a) cumprir os requisitos definidos para o exercício do cargo. Os critérios de seleção são os seguintes: a) nível de conhecimentos revelado para o grupo funcional; b) nível de competências revelado para o cargo.

Politica de Avaliação de Desempenho: Os processos de Avaliação de Desempenho devem 1) permitir identificar desvios positivos e/ou negativos que dificultam o exercício adequado dos cargos e das funções, 2) promover a melhoria de desempenho dos colaboradores da organização através da adoção de planos de melhoria pessoal e 3) facilitar e fundamentar a mobilidade funcional.

Política da qualificação profissional: Os processos de gestão da formação devem 1) estimular a melhoria da certificação escolar dos colaboradores, 2) promover a melhoria de conhecimentos e competências dos colaboradores e 3) adequar as capacidades dos colaboradores à execução da suas políticas e funções.

Política de gestão de carreiras: Os processos de gestão de carreiras devem 1) respeitar as convenções coletivas de trabalho, 2) permitir a progressão aos membros mais qualificados para o exercício dos cargos em vacatura, 3) adotar esquema de remuneração adequado às possibilidades da organização e ao desempenho das equipas e 4) reter os colaboradores mais promissores e capacitados.

Política de Remuneração e Reconhecimento: A organização deve 1) cumprir as orientações formais legais e 2) estimular a implicação de colaboradores e voluntários nos objetivos estratégicos organizacionais.

Política da qualidade de vida:

A organização define, implementa e controla o seu compromisso relativo ao seu desempenho no domínio da qualidade de vida dos clientes, incluindo higiene, saúde, segurança e conforto.

Política da Confidencialidade:

A organização define, implementa e controla o seu compromisso relativo à confidencialidade da informação dos clientes, incluindo todos os dados que se encontrem sob alguma forma de reserva, nomeadamente aqueles cuja divulgação i) possa prejudicar a prestação de serviços, ii) possa ser usados na construção de imagem negativa ou estereotipada e iii) possa causar indesejada e legitima insatisfação dos clientes e ou seus representantes.

Política da higiene, saúde e segurança no trabalho:

A organização define, implementa e controla o seu compromisso relativo ao seu desempenho no domínio da qualidade de vida dos trabalhadores, incluindo higiene, saúde e segurança conforto.

Estratégias:

  • Criar espaços físicos adequados com uma envolvência rural, natural e ecológica;
  • Recuperar património rural por forma, a criar núcleos familiares com vivência de partilha e construção conjunta interagindo com a população circundante;
  • Formar e motivar a equipa de colaboradores para o “viver com”;
  • Criar ateliers ocupacionais com cariz utilitário, incutindo o sentido e a importância do trabalho e da cidadania;
  • Implementar metodologias em que o ritmo, a arte e a espiritualidade, em todas as suas dimensões, sejam elementos preponderantes;
  • Desenvolver práticas promotoras de saúde e bem-estar, nomeadamente a hidroterapia na nossa piscina terapêutica, “os 4 elementos”.
  • Estimular os potenciais físicos e humanos, numa perspectiva de realização sócio-económica;
  • Rentabilizar os campos esquecidos, para pedagogicamente desenvolver agricultura biológica, de uma forma sustentável;
  • Criar condições para o acompanhamento individualizado e biográfico que inclui o conhecimento e interacção com a retaguarda familiar de cada um.
  • Desenvolver actividades sócio-culturais em estreita ligação com outros grupos sociais locais, nacionais e internacionais;
  • Promover manifestações culturais, exposições, congressos e conferências susceptíveis de contribuir para uma maior socialização e para o reconhecimento e dignificação da diferença;

Valores:

  1. Rigor
  2. Confidencialidade
  3. Integridade
  4. Privacidade
  5. Solidariedade
  6. Respeito
  7. Igualdade
  8. Companheirismo
  9. Cidadania
  10. Criatividade
  11. Individualidade
  12. Dignidade
  13. Espiritualidade